4.2.09

Morar em Apartamentos

Sempre morei em casas, vivendas... Aliás, em toda a minha vida (que é longa, por sinal) apenas morei numa casa. Com a minha vinda para a universidade, em Aveiro, vim morar para um apartamento, mais concretamente, aluguei um quarto, mas, há uma coisa à qual eu não me consigo habituar: ouvir os vizinhos de cima a urinar, todas as noites, por cima do meu tecto.

6 comentários:

Filipa disse...

e ouvi-los a ameaçarem-se de morte?? ahn? ahn?? Muito bom! :)

'C. disse...

LOOOOL és o contrário de mim.. para além de ter mudado milhentas vezes de casa, sempre vivi em apartamentos. e quando se vive muito tempo sob uma certa circunstancia, começamo-nos a habituar às coisas 'menos agradaveis', como o barulho dos vizinhos. por isso a mim já nada me faz confusão . um dia ate ouvi os vizinhos de cima numa sessão de loucura aparentemente inesquecivel para eles. o predio todo deve ter ouvido !! eheh

Muaah*

Patricia Daniela ♥ disse...

o pior ainda é quando se poem aos gritos as tantas da manha e tu a quereres dormir...

Marta disse...

E quando a vizinha anda para cá e para lá e, pelo barulho, percebes que a mulher está com uns saltos sabe-se-lá-de-quantos-centímetros? E quando algo se parte ou cai e o estrondo é tão grande que parece que o tecto vem abaixo? E quando ouves letra-a-letra as ameaças de morte? E quando o querido-clube-de-futebol perde que só não ''chove'' porque o teu tecto e o chão deles, graças a Deus, é impermiabilizado? (acho que é assim que se diz/escreve). E quando descobres que eles não têm apenas um filho, mas sim gémeos (!) ainda de muito tenra idade e ouves choradeiras dia e noite? E quando é dia de limpezas e logo de manhã (num sábado!!!!) o aspirador já está a trabalhar?

Felizmente já me livrei disso. Agora, tenho que aguentar as sessões musicais do vizinho do lado (que bonito.. parece o arraial!! refiro-me ao bom gosto do senhor e não só)

:P

beijinhos

Usuale disse...

"Eu queria ser uma lágrima para nascer nos seus olhos, deslizar na sua face e morrer nos seus lábios."
Autor: (Victor Milech)

Fonte:
http://www.frasesnaweb.com.br/amor/3/

R?+@ disse...

(completando comentário anterior)

E quando o vizinho mais novo não acorda a horas? E quando o puto não bebe o leite? E quando a mãe decide gritar em ultrasons? E quando aquilo que parece ser uma caixa com berlindes se espalhar pelo 'tecto'? E móveis a arrastar? E...


Mas depois começas a habiturar-te...

Não há nada que o tempo não cure. :)