9.3.09

Hoje aprendi...

...a não guardar rancor e ajudar as pessoas mesmo que algum dia elas tenham sido desagradaveis para nós. Estou realmente surpreendida comigo e sinto-me extraordinariamente bem. Lembram-se deste assunto? Nos dias seguintes mal lhe dirigia a palavra, queria era passar despercebida, sem ela dar por mim para não lhe ter de falar naquela situação que tanto me tinha incomodado. Pois bem, o tempo foi passando, passando e acho (não querendo estar a ser convencida) que ela já tinha algumas saudades de chegar do trabalho e desabafar comigo. Havia realmente muita coisa que ela não me contava devido ao tempo que estivemos sem quase nos vermos. Hoje pusémos a conversa em dia. Ela esteve a desabafar comigo e, como em todos os dias antes daquilo acontecer, penso que ela ficou melhor. E, afinal de contas, eu também, porque senti que a tinha ajudado. Nestes dias que mal falava com ela, senti-a muito triste... Cheguei mesmo a pensar que ela estaria com uma depressão, ou à beira dela. Houve uma noite que até a ouvi a chorar no quarto ao lado do meu... E isso apertou-me o coração, por estar ali e não poder fazer nada. Hoje consegui perceber e viver a experiência que ao sabermos ouvir já estamos a dar uma grande ajuda a alguém que precisa de falar e de dizer as coisas que estão entaladas. Como sempre, ela falou do trabalho dela e do quão infeliz é lá. Mas e daí? Ouvi-a, aconselhei-a, senti que ela ficou animada e eu? Eu fiquei realmente contente por a ter ajudado, por a ter ouvido e por ter sido alguém com quem ela pôde partilhar o seu sofrimento e a sua angústia. Foi um dois em um que não me custou nada. Às vezes temos de aprender a esquecer e seguir em frente, este foi o caso.

3 comentários:

paperdoll disse...

és grande! :) é assim mesmo que tem que ser.

Filipa disse...

ainda bem! espero que sinta sempre isso e que a tua housemate não tenha mais ataques de fúria, ou lá o que foi, e se tiver, que saiba pedir desculpa..!

Cláudia disse...

Deves estar orgulhosa de ti mesma :D

Beijinho