27.4.10

que a ternura com que tu me levas para a cama quando adormeço no sofá nunca acabe. que a ternura com que tu me agarras na mão quando me sentes com medo, permaneça. que a calma que tu transmites no teu olhar nunca se vá embora. que os teus beijos quentes, sinónimo de porto de abrigo, sejam sempre o meu lugar mais seguro para poder estar. que os nossos olhos nunca se desviem do mesmo caminho comum. que os rios por onde passamos parem de correr só para nos poderem admirar. que a banalidade não estrague o que há de tão puro e que a sinceridade prevaleça. que os nossos abraços nunca nos deixem ficar sós, que haja o dia em que nos apetece viajar de mala às costas. que nos beijemos em paris, em Londres, em Amesterdão, em Viena, em Copenhaga, em Berlim, em Barcelona, em todas as cidades do mundo que são feitas para nós. que a vida nos faça sempre ter consciência do que são os melhores momentos os que devem ficar gravados em todos os cantos de dois corpos. somos muito mais que frases cliché, que palavras bonitas e ordenadas num texto. somos bem mais que as declarações de amor feitas debaixo da lua. nunca havemos de ser duas pessoas mas sim uma, num todo, numa união... os laços que se criaram são mais fortes do que qualquer catástrofe e a tua mão quando agarra na minha há-de ser sempre a minha fonte de inspiração. que a nossa vida continua a ser uma chuva de estrelas cadentes.

7 comentários:

T. disse...

Lindo lindo lindo J.

Beijo

T. disse...

bem ... :o
estou quase a chorar :$
se soubesses como me revejo nessas tuas frases , adorei !

T. disse...

duas T. no mesmo blog :)

I. disse...

Não há palavras que descrevam a forma como este texto me tocou e o quão feliz me fazes.

<3

Rosie disse...

que texto lindo :)

Filipa disse...

há coisas que nunca morrem... :)

Kah disse...

j. foi do mais puro que já li. Amei. Revejo-me tanto nas tuas palavras... és fantástica :')